domingo, 10 de outubro de 2010

Meia Maratona da Moita | Crónica

Mais uma meia-maratona, mais um fiasco. A 1h28 esfumou-se aos 15 km...

Ponto prévio. Não há desculpas nem atenuantes. Cheguei ao dia de hoje motivado e determinado a ignorar as sensações menos boas das duas últimas semanas. Sabendo previamente que a Lucília Soares iria participar (1h27 na prova do ano passado), o plano para a prova era simples, seguír com ela até poder.

Parti e quando passei a placa do 1 km (3:50) já estava ao seu lado. A primeira légua foi feita em 20:23 (4:05/km), um pouco mais rápido que os desejáveis 4:10/km, ainda assim sentia-me confortável. Aos 10 km passei a 41:15, tendo a 2ªlégua sido percorrida em 20:52 (4:10/km), ou seja no ritmo planeado. Por volta dos 11 km, deu-se a separação, descolei uma dezena de metros mas mantive a distância até aos 13 km. De acordo com o meu garmin, o meu motor começou a gripar a partir daí (primeiro km na casa dos 4:20). Aos 15 km ainda passei em 1:02:45 (menos 1 minuto que na meia de Lisboa do ano passado), mas já ia completamente em perda - 3ª légua em 21:30 (4:18/km) - e pior estava para vir. Por volta dos 16 km abdiquei, mas tive a esperança que o motor desligado ainda permitisse rodar a 4:30/4:40 até ao fim, e com isso pelo menos baixar a 1h30. Mas os últimos kms foram muito penosos (acima dos 5'/km) principalmente a subida no penúltimo km, que provavelmente quase não se deve dar por ela quando ainda se vai com força, mas que no meu caso foi a estocada final. Nem a descida final me animou, só mesmo nos últimos metros com a meta à vista, "obriguei" o corpo a dar mais qualquer coisinha.

Em suma, fiz uma 1:32:03 (que não deixa de ser recorde pessoal) e fiquei 3 minutos e quatro segundos do meu objetivo.

Nesta situação, o mais normal era acabar esta crónica a dizer que se tivesse corrido de forma mais inteligente, se tivesse gerido melhor o esforço, provavelmente teria feito um resultado muito melhor, mas na verdade, não me arrependo da prova que fiz. Decidi arriscar...e não petisquei. Pelo menos fiquei com a certeza que não tenho nas pernas uma meia maratona a 4:00/4:10 ao km como por vezes cheguei a pensar. Welcome to reality...

Por último, uma referência à prova do meu mano. Uma vez mais, na hora da verdade disse presente e arrancou um novo recorde pessoal (1:28:16). Parabéns!

***

Tempos Garmin:

01 km : 3:50
02 km : 4:03 (7:52)
03 km : 4:00 (11:53)
04 km : 4:04 (15:56)
05 km : 4:04 (20:01)
06 km : 3:55 (23:56)
07 km : 4:00 (27:56)
08 km : 4:10 (32:06)
09 km : 4:10 (36:16)
10 km : 4:05 (40:21)
11 km : 4:07 (44:28)
12 km : 4:02 (48:30)
13 km : 4:14 (52:44)
14 km : 4:27 (57:11)
15 km : 4:25 (1:01:36)
16 km : 4:24 (1:06:00)
17 km : 4:31 (1:10:30)
18 km : 4:32 (1:15:03)
19 km : 5:06 (1:20:09)
20 km : 5:24 (1:25:33)
21 km : 4:47 (1:30:19)
últimos 465m = 1.44 (3:44/km)

***

5 comentários:

MPaiva disse...

Nuno,

Estava a contar contigo no Porto, mas vi agora que optaste por correr mais perto de casa!
Quanto à prova acho qur fizeste bem em arriscar, pois tinhas boas referências, quer dos treinos, quer das provas anteriores. Desta vez ainda não deu para baixar dos 90 minutos, mas acredito que o vais conseguir brevemente.
Quanto a mim, acabei por fazer a prova sem grandes intuitos competitivos, aproveitando para a integrar num treino longo no plano de preparação par a Maratona do Porto!

abraço
MPaiva

José Xavier disse...

Olá Nuno;

É bom fazer essas tentativas e manter o espirito de quebrar a marca que é desejada. Mais oportunidades virão, com uma tal melhor gestão de esforço.
Parabéns pela tentativa e pelo teu PR.

Decerto vais estar a participar no próximo domingo na prova da taca dos clubes campeões europeus desde o Sobral até Torres. Pena temos nós de não podermos participar. O traçado deixa-nos àgua na boca, pois passa na nossa aldeia ( Runa). Talvez a próxima se houver continuidade.

Um abraço
dos Xavier's

NS disse...

Viva Xavier,

Gostava de participar na Corrida do Bicentenário das Linhas de Torres Vedras, mas apenas uma semana de intervalo para meia maratona pareceu-me pouco, e pelo reconhecimento que fiz do percurso, os 15 km serão durinhos...
Por outro lado, nesse dia realiza-se também o torneio de encerramento da época organizado pela ANAV. Dado que se trata provavelmente da última oportunidade de correr em pista no ano de 2010, acabei por optar ir testar-me aos 3000m.

Abraço,

NS

Flechinhas disse...

Já viste se conseguias todos os objectivos assim tão fácil....
isto deixava de ter piada, temos de ser preseverantes.
Olha que as "Boston" são um espectáculo. Muito obrigado pela ajuda.
Abraço
Duarte/Os Flechinhas

NS disse...

Viva Duarte,

O falhanço não fez esmorecer o querer. Já estou como o outro, sei que vou fazer 1h28, só não sei é quando :-)

Boa sorte para Atenas...e que as Boston "voem" até ao Estádio Olímpico.

NS