domingo, 28 de junho de 2009

30ª Corrida das Fogueiras | Crónica

O dia começou com uma primeira ida a Peniche para levantar o dorsal. Aproveitei e almoçei uma bela de uma caldeirada. Como tinha a festa de finalista da pré-primária do meu filhote às 17h30, regressámos a casa.

Por volta das 19h "abandonei" a festa e vim para casa preparar-me para ir para corrida. Alimentei-me de forma frugal...um pão com doce de frutos vermelhos, uma banana e duas gelatinas de ananás.

Cheguei a Peniche por volta das 20h50. Primeira surpresa, o sol que vira de manhã fora substituido por um céu bastante nublado acompanhado de aguaceiros.

O aquecimento, para além dos habituais alongamentos, limitou-se a uma caminhada de 2km entre o local onde estacionei e a partida. Previamente besuntei gémeos e canelas de pomada analgésica para tentar disfarçar as mazelas do treino de séries de 5ª feira.

Chegado ao local de partida, vi que uma boa ideia da organização - zonas por tempos no funil da partida - não é respeitada pela maioria dos atletas. Ia com intenções de respeitar a indicação da organização e colocar-me na zona dos 4'30'', mas atendendo ao "nível" de atletas que estavam nos ritmos para menos de 4' acabei por ficar por ali, ainda assim só passado um minuto e tal do tiro de partida passei a linha de início da corrida. O pior foi os dois primeiros km em que pura e simplesmente não se corre ao ritmo que se quere mas ao ritmo que nos deixam.

Fiz os primeiros 6km de forma descontraida e "comecei" efectivamente a prova quando enfrentei a primeira subida. Animado com a forma como ultrapassei o primeiro obstáculo, passei "ao ataque" e a forçar o ritmo em plena subida para o Cabo da Roca. Não estarei longe da verdade se afirmar que entre o km 8 e a meta apenas me terão passado meia dúzia de atletas.

Quando terminaram as subidas, ao chegar ao km 13 com uma 1h00'38'', acreditei que ainda era possível fazer melhor que nos Sinos e baixar a 1h10. Aproveitei a descida do km 14 para embalar e acabar em força!

Por último referir que os elogios que ao longo do tempo ouvi e li acerca da corrida das Fogueiras são inteiramente merecidos, trata-se efectivamente de uma prova "especial"...com uma grande adesão popular, tanto de participantes como de público. O percurso é exigente e certamente muito bonito...não fosse o facto de eu ser míope e ter decidido correr sem óculos por causa de estar a chover...este é um handicap com o qual ainda não tinha sido confrontado em competição, é muito estranho ir a correr e não ver nada definido a pouco mais de 5m, de tal maneira que na zona em os atletas se cruzaram nem me esforcei para ver se via alguém conhecido porque não dava para perceber...

Aqui ficam os tempos "oficiosos":

1 comentário:

paulo disse...

Granda Nuno !!!

Em vários anos de (mini)maratonas, só tenho uma medalha. Esta !
Foi o unico evento onde vi a morte (fisica e psicológica) perto dos olhos...Contrariamente a ti, já só queria era a minha casa, uma manta e litros de água pela frente. Aquilo não eram subidas, era o Cabo das Tormentas...Chuva, Frio, Vento e fumo das paletes a arder. Que cenário Dantesco. Fiz 1h.30m. Grande tempo !