domingo, 12 de fevereiro de 2012

Nuno 3 - 0 Pubalgia

Este ano não houve direito a medalhas no Campeonato Nacional de Pista Coberta de Veteranos. Eu estou a "andar" menos que no ano passado, e os outros, ainda por cima, estão a "andar" mais.

Apesar das classificações obtidas, dois quintos lugares (400m e 800m) e um oitavo (1500m), acabei por sair vitorioso só pelo simples facto de ter conseguido correr, apesar de todos os ameaços que a pubalgia foi dando ao longo da semana e durante o fim de semana.

Em termos de marcas, tive para todo o gosto: uma surpresa, uma dentro do esperado e uma desilusão.

Desilusão: 1500m - 4.42,11
Foi a distância mais longa que corri. Sabia não estar ao mesmo nível do ano passado (4.36,91) mas estava com expectativas de baixar os 4.40. Passei aos 500m em 1.31 e aos 1000m em 3.05/3.06, tempos muito equivalentes ao que tinha feito o ano passado, contudo à entrada para última volta, em vez de mudar de velocidade, aquilo que se verificou foi 200m em "perda".

Dentro do esperado: 800m - 2.19,65
No ano passado, com a moral alta depois dos 1500m, fiz 2.17,33. Este ano, já por duas vezes correra os 800m e fizera 2.24,49 e 2.23,16. Fixei como objetivo tentar baixar os 2.20. Prova superada, apesar do amargo de boca de ter perdido um lugar nos metros finais...

Supresa: 400m - 63,13
Em todos os treinos que fiz, depois da maratona em Dezembro, fiquei com a sensação de que estava com muito menos velocidade que nos dois anos anteriores. Ainda para mais os 400m foram corridos cerca de 45 minutos depois dos 1500m. Fazer 63,13 (e muito importante passar aos 200m ainda com o relógio a marcar 29 seg) estava completamente fora da minha melhor previsão (65 muitos / 66 pouquinhos). Os 63,13 não são recorde pessoal mas ficam muito próximo do meu melhor em pista coberta (63,04) e ao ar livre (62,79).

Agora importa tentar debelar a pubalgia com os exercícios abdominais e alongamentos sem que isso implique paragem.

1 comentário:

José Xavier disse...

Olá Nuno;

Essa publagia não te larga hein!?
Mas vai tentando fintar ela. Vai devagar que chegas ao longe.

Força...um abraço dos xavier's