domingo, 5 de abril de 2009

428º da geral | 1:10:05


Resultado oficial:


Constatações:

- 108º sénior masculino e 428º da geral. Daqui uns meses mudo de escalão. Parece-me que em vez de melhorar, as classificações (no escalão de veterano) vão piorar!!!

- Apesar de ter tido 1076 participantes o nível da prova em termos de marcas foi fraco quando comparado com a altura em que corria (a sério). Apenas 13 atletas correram abaixo dos 49 minutos (não tenho nenhuma marca em prova, mas recordo-me que na Nazaré passei aos 15 km no minuto 48), e abaixo da hora só houve 118 atletas.

- não foi a primeira vez que corri esta prova. Há 20 anos atrás (com 14 anos!) participei na 7º edição e fiquei em 680º. Ainda assim, tenho a certeza de que terei feito melhor tempo nessa altura (só não sei se terei baixado a hora).


2 comentários:

Carlos Lopes disse...

Parabéns pela prova, este ano nao estive, pena minha

joaquim adelino disse...

Olá Nuno.
Outros tempos, agora as coisas estão diferentes. Já quase não existem locais de formação que se faziam naquela altura. Já não se acarinha o aparecimento de novos valores. Hoje em vez de formação importa-se atletas do estrangeiro. Os carolas voluntários que tudo faziam para apoiar e ajudar os "miúdos" daquele tempo já praticamente não existem. Agora compra-se tudo feito. E depois dá nisto: as marcas de hoje já pouco têm a ver com a consistência que tinham nesse tempo e o número de atletas que se podem dar a esse luxo são cada vez menores.
É por isso que eu penso que se perderam muito bons valores (e o Nuno sem dúvida era um deles) foi porque em determinada altura faltaram os apoios necessários para que se desse o passo em frente. A apreciação que o Nuno faz vem ao encontro daquilo que há muito eu venho pensando e dito.
Pois é Nuno, agora na condição futura de Veterano não vai acabar o mundo, pelo contrário, está na altura de recomeçar e mostrar aquilo que ainda é capaz de fazer. Vontade eu já verifiquei que tem, agora é tentar conciliar a dureza dos seus horários e o tempo disponível que ainda tem, pouco mas tem.
Um abraço.