segunda-feira, 11 de junho de 2012

II Carrera Solidaria Santander - Madrid

Ainda não cheguei aquela fase em que tento convencer a família a ir de férias em função das provas que quero participar (provavelmente lá chegarei...), mas com uma ida a Madrid programada, dei comigo a consultar o calendário de provas da Runners espanhola e bingo, encontrei uma corrida de 10 km com partida bem próxima do hotel que tinha marcado, NH Ribera Manzanares junto à frente ribeirinha próximo do estádio do Vicente Calderon, que desde já recomendo.

Acontece que ir de férias e competir não são actividades compatíveis, pelo menos para mim, ainda para mais quando a competição fica para o último dia. As actividades lúdicas - ida ao Parque da Warner e cirandar pela cidade - exigem demasiado esforço a quem como eu costuma estar o dia todo sentado. Cheguei a domingo numas condições físicas lastimosas. Para agravar a coisa, a corrida começou às 9 horas locais, 8 horas da manhã portuguesas, ou seja, foi a corrida mais madrugadora que alguma vez fiz.

Na quinta e sexta feira treinei nas imediações do hotel pelos passeios e jardins juntos às margens do rio manzanares, zona de excelência para a prática de caminhadas, passeios de bicicleta e de patins, e de running. Os treinos decorreram à minha hora habitual de treino, depois das 21h, desta vez para evitar o calor. A temperatura média de Madrid no período em que lá estive rondou os 30 graus. Se na terça feira já me tinha sentido cansado (não terminei o treino de séries) no final de quinta e sexta feira não podia com uma gata pelo rabo e com uma dor bem presente no solar/gémeo direito.

No domingo, o mais difícil foi acordar para ir correr às 8 da manhã. A prova estava associada a uma acção de financiamento a um projecto da Unicef relacionada com crianças mexicanas, o que explica que a elevada participação, mais de 3000 pessoas no conjunto das duas provas (5 km e 10 km), esteja a associada à vertente de responsabilidade social dao Banco Santander sem que isso se traduz no nível competitivo da prova, como atesta o tempo do vencedor na corrida de 10 km, mais de 35 minutos.

A minha prova resume-se a dois quilómetros dentro do tempo que queria terminar (+/- 40 minutos) e a partir do terceiro quilómetro as pernas a não reagirem, a pesarem chumbo, com a inclinação do percurso a acentuar a fadiga. Depois dos primeiros três quilómetros percorridos em 4:04, 3:56 e 4:12, os quilómetros com subidas foram feitos em 4:32, 4:43(!!!) e 4:38. Nos dois quilómetros seguintes, consegui correr em 4:03 e 3:58, aproveitando a fase descendente do percurso e a boleia de um jovem "nuestro hermano" que ia como se não fosse nada com ele. Assim que o percurso voltou à fase plana, nono quilómetro em 4:17, e iniciei um longo sprint para ultrapassar um "futebolista", a avaliar pelos calções com que corria, que ia a minha frente e que, reconheço, estava-me a irritar por ir a minha frente :-)

Para o passar tive de "sacar" uns últimos 840 metros em 3:43/km.

Resultado final: 41'28'', muito aquém do que gostaria de ter feito (<40 minutos), 43.º lugar da geral, 15.º veterano A.

resultados oficiais: aqui

vídeo da chegada: aqui

***

2 comentários:

Jose Xavier disse...

Olá Nuno;

correr cedo, é uma maravilha. Ainda dá para ter o dia todo livre. Maravilha!!

No vídeo no meio de tantos vermelhos(eram muitos benfiquistas!!)lá te vi em grande velocidade!!!

Um abraço
Xavier

NS disse...

Viva Xavier,

Até pode ser para a maioria, mas no meu caso, face à rotina de treinar às 10 da noite, às oito da manhã o meu corpo ainda está "a dormir" :-)

Nós os benfiquistas somos muitos (6 milhões...) e estamos espalhados pelo mundo, mas a razão de ser de tanta camisola vermelha tem a ver com o facto do dorsal ser a própria t-shirt e o vermelho ser a cor do principal patrocinador (Banco Santander).

Uma nota explicativa ao vídeo. A chegada dos 10 km não foi separada da chegada dos 5 km. É por essa razão que se vê "turistas" a chegar ao mesmo tempo que corredores dos 10 km.

Abraço,
NS